assinante_desktop_cabecalho

Capitão da PM baiana, impedido por Rui Costa de assumir cargo no Governo Bolsonaro, manda corajoso “recado”

Ler na área do assinante

André Porciuncula Alay Esteves, policial militar desde 2005, ocupando atualmente o posto de capitão, foi nomeado para exercer o cargo de Secretário Nacional de Fomento e Incentivo à Cultura.

A nomeação inclusive foi publicada no Diário Oficial no dia 7 de agosto.

Porém, para que o capitão pudesse assumir o cargo, por ser servidor público estadual, necessitava da liberação do governo baiano.

Rui Costa impediu.

Prejudicou o rapaz e prejudicou a Bahia.

Pura maldade, mesquinhez e absoluta falta de espírito público.

Diante da situação, o ministro chefe da Casa Civil, Braga Neto, tornou sem efeito a nomeação.

Neste sábado (19), finalmente o capitão manifestou-se sobre o assunto.

Eis o que postou nas redes sociais:

“Quem acredita que serei um amistoso subserviente, não tem ideia do quanto já precisei lutar para conquistar tudo que tenho. Entrei na polícia há 15 anos, enfrentei os mais diversos criminosos e nunca recuei, não será agora que adotarei o hábito de me apequenar covardemente.”

Confira:

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar