assinante_desktop_cabecalho

Mulher petista chama policial de “macaco” e recebe apoio oficial do partido, que será processado (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Durante uma manifestação ocorrida no dia 16 de setembro, um policial militar de Salvador (BA), foi chamado de “macaco” por uma militante do PT.

Os fatos aconteceram durante uma ocorrência.

A militante foi flagrada espancando a própria companheira, uma senhora de 64 anos.

“Macaco!”, gritou a petista ao ser levada para a viatura.

Estranhamente, após o ocorrido e a evidente prática do crime de racismo, o PT divulgou nota em apoio a sua filiada.

Na nota, o presidente do partido em Curaça (BA), Júlio Cézar Lopes, afirma que o termo não expressa racismo, mas pertence à “cultura nordestina e Curaçaense, herdada de Lampião, de chamar policiais de macaco”.

“A presidência municipal do Partido dos Trabalhadores – PT de Curaçá vem, de público, manifestar seu apoio a companheira Libânia Torres, por saber da sua caminhada de LUTA e de respeito as pessoas. Em todos os sentidos”, diz a nota.

O advogado do PM já avisou que irá processar o PT e todos aqueles que possam ter participado da redação da nota infame.

Confira:

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários