assinante_desktop_cabecalho

Operação da PF bloqueia mais de R$ 730 milhões do braço financeiro do PCC

Ler na área do assinante

Em operação deflagrada nesta quarta-feira (30), a Polícia Federal desmontou o braço financeiro do Primeiro Comando da Capital (PCC).

A "Operação Rei do Crime", ocorreu em nove cidades – São Paulo (SP), Bauru (SP), Igaratá (SP), Mongaguá (SP), Guarujá (SP), Tremembé (SP), Londrina (PR), Curitiba (PR) e Balneário Camboriú (SC).

Mais de 200 policiais federais cumpriram 13 mandados de prisão preventiva, 43 mandados de busca e apreensão e sequestro de 32 automóveis em endereços de empresas e apartamentos de luxo. Há ainda 9 motocicletas, 2 helicópteros, 1 iate, 3 motos aquáticas, 58 caminhões e 42 reboques e semirreboques, com valor aproximado de R$ 32 milhões em bens sequestrados da facção criminosa. Os mandados foram expedidos pela 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo.

No total, são 20 indiciados, entre eles empresários do setor de combustíveis. O grupo responderá pelos crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa.

“De maneira inédita, a Polícia Federal solicitou em juízo a interdição da atividade econômica financeira de 73 pessoas jurídicas (postos de combustíveis, lojas de conveniência e escritórios de assessoria e contabilidade) utilizadas pela facção criminosa para movimentação de valores ilícitos, as quais passarão a ser administradas pela Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas”, diz nota da assessoria da PF.

A operação foi batizada de 'Rei do Crime' em alusão a empresários que fomentam e financiam organizações criminosas sem praticar as ações violentas por elas perpetradas.

Confira os bens apreendidos:

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários