assinante_desktop_cabecalho

Não existe “bolsonarista” pago...

Ler na área do assinante

Há um tempo, eu "brincava" dizendo que "não existe petista grátis".

Blogueiros, artistas, jornalistas, "influencers", portais de notícia, emissoras de TV... Todos levavam alguma vantagem.

Hoje, podemos dizer o contrário: "Não existe Bolsonarista pago". Isso fica muito óbvio, com o passar do tempo. Muitos dos que se aproximaram do Presidente, em meados de 2018, já pularam fora do barco.

Essas pessoas não entenderam o discurso. Acharam que era só promessa de político. Afinal, quem é louco o suficiente para, no Brasil, não liberar gordas verbas para se encher de elogios dos "influenciadores"?

Desta "leva", os poucos que ainda restam são os que, nestas eleições municipais, ainda pretendem "surfar na onda". Depois de Novembro, podem escrever, haverá outra "debandada".

Sobrarão apenas os "antigões". Aqueles que já tinham descoberto o Bolsonaro desde 2011, 2012 (ou ainda antes) e acompanharam o amadurecimento daquele deputado "tosco", "chucro", até virar Presidente do nosso país; que visavam apenas o fortalecimento da direita brasileira. Nada mais!

O resto, os "prudentes e sofisticados"; os que adoram longas conversas filosóficas; os que só abandonaram o "tucanato" na última hora; os militantes que trocaram de lado; os birrentos, que querem tudo dos seus jeitos; os que queriam recompensas por seus apoios; os blogueiros e youtubers que investiram pesado na formação de audiência, jurando que grandes "patrocínios" viriam; os que esperavam aparelhamento inverso do Estado, estes vão desaparecer como neve ao sol.

A direita tupiniquim não está sendo diminuída ou dividida. Está sendo DEFINIDA. Os que eram simplesmente "anti-petistas" (ou somente aproveitadores, mesmo) já perceberam que estão no lugar errado.

É difícil ser de direita. Muito difícil!

Não é só "inverter o sinal" da esquerda. Não basta agitar bandeiras e fazer belos discursos ideológicos. Aliás, o Conservadorismo nem é uma ideologia; ao contrário, as repudia, e nem temos um discurso bonito, porque pregamos a realidade, não a utopia.

Aqui, meus amigos, só fica quem aguenta (e não espera nenhum benefício pessoal).

"Desconfio de todo idealista que lucra com seu ideal." (FERNANDES, Millôr)

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Foto de Felipe Fiamenghi

Felipe Fiamenghi

O Brasil não é para amadores.

assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar