assinante_desktop_cabecalho

A esquerda procura se recuperar do tombo e cria narrativas estapafúrdias

Ler na área do assinante

Para começar: toda ideologia que traz como adjetivo EXTREMA na frente do nome, seja Esquerda ou Direita já pode ser vista como fora da realidade no nosso tempo. Nenhum extremismo sob nenhum pretexto fez a humanidade melhorar ou crescer em nenhum lugar do Planeta. Ou seja, esse tipo de postura não engana mais ninguém... OU NÃO DEVERIA!

Dessa forma, vejo com preocupação o movimento das redes, intencional ou não, que busca extremar e polarizar a discussão política sobre qualquer tema. Como vimos recentemente na escolho do novo ministro do supremo, quando até gente boa foi na onda do extremismo, me refiro por exemplo a Rodrigo Constantino, Silas Malafaia, Leandro Ruschel...

Apenas para citar três que considero pessoas sensatas e que foram na onda extremista da qual estou falando.

Assim, entraram para turma do “acabou”!!!! ... é o fim do Governo Bolsonaro! Como se o Bolsonaro fosse um “idiota” que resolvesse dar um tiro no próprio pé, o que absolutamente não faria nenhum sentido e quem, minimamente o conhece sabe que ele não é bobo: impulsivo sim (e já melhorou nesse quesito), idiota, não.

Qualquer ação do governo, que é uma equipe hoje, está cercada de um intrincado planejamento estratégico... alguém duvida? Não que não possa cometer erros, mas não esse tipo de erro. Ademais, a julgar todas as posições defendida por Bolsonaro nos últimos 19 meses conferem a ele, pelo menos, o benefício da dúvida.

Felizmente temos Jornalistas sensatos como o Alexandre Garcia...nem tudo está perdido.

Os movimentos de interesses que circulam pelo planeta têm sido focados em “desconstruir ou fragmentar” todo e qualquer governo de Direita. Basta olharmos o posicionamento atual do partido Democrata nos EUA comparando ao mesmo partido de duas ou três décadas atrás. Parece que foi reinventado, e se perdeu das suas origens... se perdeu para muito pior.

No Brasil nada diferente, embora tenhamos “ideologias” como: Extrema Direita, Extrema Esquerda, Esquerda Progressista, “New Left”, Social Democracia, Centro, Centro Esquerda, Centro Direita, Comunista, Socialista e outras classificações que possamos buscar. O que realmente vale no fim do dia é Direita ou Esquerda e para sermos ainda mais pragmáticos, podemos resumir as principais frentes políticas em: DEMOCRACIA e TOTALITARISMO, não importa de que forma essa visão venha travestida.

OS FRAGMENTADORES E OS OPORTUNISTAS

O que temos assistido, já que como disse em outro artigo, testemunhamos a DERROCADA DAS IDEOLOGIAS DE ESQUERDA (quem não leu, leia... está disponível no canal), por muitas razões, mas principalmente por seus próprios erros e miopia em relação à realidade e a ascensão das Redes sócias por exemplo. O que temos visto agora, quando a esquerda procura se recuperar do tombo, é uma serie de narrativas e iniciativas que visam fragmentar a Direita no Brasil e no mundo.

Assim temos que separar os Oportunistas, muitos deles canais de comunicação que lucram com os sobressaltos e a instabilidade política, além dos “comunicadores” que mudam de lado por interesse econômico (estou falando de grana mesmo), daqueles que que apenas buscam fragmentar a direita para enfraquece-la e impactar na popularidade do Presidente que a representa.

Parece sutil, mas como disse é algo que a Esquerda sabe fazer bem e agora é auxiliada pelos extremados da própria Direita. Essa turma joga no erro e quando ele não ocorre, inventa uma narrativa qualquer para buscar essa fragmentação.

A Direita no Brasil a Direita ou parte dela, por falta de prática, entra no jogo dos OPORTUNISTAS e dos Partidos de Esquerda e faz o jogo deles. Assim, mediante toda sorte de manipulações cai como “um pato” na armadilha.

NO FIM O QUE REALMENTE VALE SÃO AS PAUTAS POSITIVAS

Na maioria dos meus artigos, tenho defendido assim como o próprio Governo passou a fazer, principalmente com a chegada do Fabio Farias, as PAUTAS POSITIVAS que representam os interesses do Brasil e da Sociedade Brasileira. Isso não quer dizer que não estejamos atentos para “derrubar” as narrativas, MAS SÃO FRENTES DIFERENTES não podemos ficar polarizados entre uma coisa e outra.

Isso fica patente, por exemplo, nas Ações que impactam nossa INFRAESTRUTURA, o SETOR DE TURISMO, o AGRONEGÓCIO, a ECONOMIA... apenas para citar alguns que serão responsáveis pela recuperação econômica e social do País face a destruição promovida pelos governos anteriores e que foram amplamente agravadas pela Pandemia.

Fique atento, não caia nas ARMADILHAS que estão sendo criadas para te DISPERSAR!

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Foto de JMC Sanchez

JMC Sanchez

Articulista, palestrante, fotografo e empresário.

assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar