assinante_desktop_cabecalho

No apagar das luzes, Celso de Mello tenta se redimir e arquiva pedidos de impeachment de Pazuello e Azevedo

Ler na área do assinante

Dizem que quando o “fim” está próximo, passa um filme pela cabeça e uma reflexão sobre os erros do passado.

Ao que tudo indica, Celso de Mello chegou nesse ponto.

O “fim” compulsório da sua trajetória como ministro se aproxima, e ele então resolveu tomar algumas iniciativas que antes possivelmente não faria.

O decano arquivou um pedido de impeachment apresentado pela deputada federal Natália Bonavides (PT-RN) contra os ministros Eduardo Pazuello (Saúde) e Fernando Azevedo e Silva (Defesa).

A parlamentar acusava Pazzuello e Azevedo de crime de responsabilidade e improbidade administrativa pela decisão de aumentar a produção de hidroxicloroquina no Exército para distribuir o medicamento a municípios como política de enfrentamento da Covid-19.

Em seu despacho, Celso de Mello se absteve de qualquer decisão e determinou o arquivamento dos autos.

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar