assinante_desktop_cabecalho

É chegada a hora de varrer a Esquerda

Ler na área do assinante

Muito têm sido dito acerca da indicação do Desembargador Kassio Nunes à vaga do decano Celso - já vai tarde – de Mello no Supremo Tribunal Federal.

Correm até abaixo-assinado na Grande Rede pedindo que o Presidente reconsidere a sua indicação.

Por estes dias precisei intervir em uma discussão onde um militante esquerdista insistia na tese que a indicação de ministro do STF, é uma composição política onde a decisão final pertenceria ao Senado Federal.

Que absurdo!

A Constituição é bem clara no Artigo 101, parágrafo único:

“Os Ministros do Supremo Tribunal Federal serão nomeados pelo Presidente da República, depois de aprovada a escolha pela maioria absoluta do Senado Federal.”

O papel do Senado Federal é APROVAR o indicado. Ainda que na história do Supremo Tribunal Federal, já tenha ocorrido cinco casos de rejeição, a última vez que isso ocorreu foi a mais 126 anos, no tempo do presidente Floriano Peixoto.

Um Senado que aprovou José Antônio Dias Toffoli para o Supremo, não tem MORAL para barrar ninguém.

Se a indicação do Kassio Nunes é boa ou ruim, só o tempo dirá.

O fato é que a indicação de ministro ao STF é uma prerrogativa presidencial, fazer abaixo assinado é coisa de indigência intelectual.

Se você apôs seu sinal neste abaixo assinado, me desculpe, você precisa apurar sua visão política.

Esse abaixo assinado é coisa de quem torce pelo fracasso do governo de Jair.

Alguém em sã consciência pensa que o NOVO representa os ideais do Bolsonarismo? Ou do Conservadorismo que o seja?

Existe alguma vida inteligente que consiga ver o NOVO como representante de uma DIREITA, digna de ser chamada de DIREITA?

Imagine só por um minuto:

O que seria do NOSSO PRESIDENTE se ele acolhesse a opinião desses que inutilmente assinam este ignóbil galhardete?

Seria desmoralizado.

Já imagino as manchetes na Globonews, na Folha, no Estadão, no DCM, ou n o Brasil 247:

A mais amena seria: “Bolsonaro recua no STF”

As mais exaltadas seriam tipo: “Derrota de Bolsonaro, fim do governo.”

Não caros leitores do Jornal da Cidade Online, Bolsonaro sabe o que faz. Ademais, cabe ao Presidente, e só a ele o DEVER de indicar e arcar com as consequências da indicação.

Entendo que o nosso foco está sendo mal direcionado. Tem muita gente boa na Direita que está sendo pautada por gente da esquerda. O meu e o seu foco não deve acompanhar o farol midiático.

Este farol é caolho, e não procura nos guiar no mar revolto, mas sim nos cegar do perigo real, do problema estrutural que abala os centros do Poder no Brasil.

Querem que olhemos para o RESULTADO do problema, quando deveríamos olhar para a ORÍGEM do problema.

A responsabilidade por haver tão poucos Advogados e Desembargadores ligados à Direita e ao conservadorismo, não é do presidente.

E o Jair não vai cometer o estelionato de indicar um "Toffoli" de Direita para um órgão tão importante e necessário à Democracia quanto o STF. Sim, a Democracia precisa do Supremo Tribunal Federal. O Supremo não é o problema, alguns dos que o compõe que o são.

O nosso problema não é o Supremo, nosso problema é a tomada do espaço político.

Nós, o povo da Direita, temos que tomar os espaços políticos, jurídicos e da grande mídia da mão dos esquerdistas.

Como já disse em outro artigo, “com a PRESIDÊNCIA, conquistamos a cereja do bolo”. Agora, é chegada a hora de tapar os narizes e entrar neste chiqueiro que se transformou a política brasileira, para finalmente, conquistar o bolo.

É claro que agora a Inês é morta, não tem mais tempo de você se candidatar às Câmaras e Prefeituras, mais ainda é tempo de VARRER a esquerda do mapa em 15 de novembro.

Ainda a tempo de assumir os Conselhos de Classe.

Ainda a tempo de invadir os Conselhos Municipais de Saúde, de Educação.

É chegada a hora de BOICOTAR a mídia e as empresas que financiam esta mídia.

É chegado o tempo de fazer concurso para as carreiras do Ministério Público, para as estatais, Tribunais e para as Defensorias Públicas.

Vamos invadir as ONGs comunistas.

Vamos levar o combate às mídias de esquerda. É hora de sujar as mãos. É hora de pagar na mesma moeda.

O primeiro passo é esta travessia de quarenta dias, até 15 de NOVEMBRO.

Temos a obrigação de quebrar as pernas da esquerda – nas urnas – em nossas cidades.

NÃO ELEJA UM MÍSERO VEREADOR ESQUERDISTA.

E, até 2022 vamos roer toda a gordura que a Esquerda acumulou sorrateiramente, para VARRER a Esquerda do mapa brasileiro.

Nossa Geração tem esta oportunidade deste encontro com o destino.

Aí, quando o Jair Bolsonaro escolher os próximos ministros do STF, STJ, ou dos outros tribunais Superiores, não vai ter este maldito mi-mi-mi.

Denílson Faleiro de Souza. Advogado

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar