assinante_desktop_cabecalho

Fux brilha pela segunda vez na presidência do STF: O voto solitário de Celso de Mello

Ler na área do assinante

O ministro Luiz Fux já demonstrou a que veio.

Anotem: Vai marcar época à frente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em sua primeira intervenção, retirou grande parte dos poderes de Gilmar Mendes. Conseguiu fazer isso de maneira brilhante, com o voto favorável de todos os ministros, inclusive do próprio Gilmar, que, mesmo resmungando, teve que dar a mão à palmatória.

O segundo caso

O ministro Celso de Mello insistiu para que a votação no plenário sobre a forma como será o depoimento do presidente Jair Bolsonaro, relacionado às acusações do ex-ministro Sérgio Moro, de interferência na Polícia Federal, fosse realizada nesta quinta-feira (8), para que pudesse participar, vez que se aposenta no próximo dia 13.

A pressão do ministro Celso de Mello demonstrou claramente ser uma questão pessoal e mesquinha contra o presidente da República, a quem já fez inúmeros comentários inapropriados e inaceitáveis, especialmente vindo de um ministro da mais alta corte do país.

Fux, inteligente e habilidoso, atendeu Celso de Mello e pautou a votação para esta quinta-feira.

A mídia do ódio comemorou.

Ontem, na votação, só Celso de Mello votou.

Foi o voto solitário, onde o decano despejou suas lamúrias e finalmente se despediu da corte.

Os votos de todos os demais ministros foram pautados para a próxima sessão, na semana que vem.

O detalhe é que Celso de Mello não mais estará presente. Não será mais ministro.

Assim, com sua presença, não irá mais constranger os seus pares, como pretendia fazer.

Fux atendeu o decano e garantiu o voto dos demais ministros sem a pressão de sua presença.

Novamente brilhante!

Gonçalo Mendes Neto. Jornalista.

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar