assinante_desktop_cabecalho

Os resultados do embate de Bolsonaro contra o Foro de São Paulo

Ler na área do assinante

Bolsonaro realmente não está fazendo as coisas de um intelectual e pouco faz em termos de organização política, em parte atrapalhado pela pandemia, que adiou a formação do partido Aliança pelo Brasil.

Mas:

1. Cortou a mesada dos Castro (Mais médicos);
2. Cortou obras no exterior e por extensão, nos países do FSP e ditaduras africanas;
3. Cortou relações com Cuba e Venezuela e com isto deixou de enviar recursos a eles;
4. Cortou o megafinanciamento da mídia televisiva e impressa e blogs de esquerda e dos filmes ideologicamente enviesados com o fim da farra da Lei Rouanet;
5. Deixou a Unasul e fundou uma nova instituição internacional sulamericana;
6. Mudou o eixo das relações internacionais para uma reaproximação com EUA, Israel e países capitalistas;
7. A PF saiu atrás do Covidão e vários governadores estão em maus lençóis;
8. A lava-jato está sendo destucanizada e as primeiras denúncias contra seus líderes aparecendo;
9. A PF, como nunca antes, está desbaratando organizações criminosas ligadas a redes de corrupção, narcotráfico e contrabando, com arrestos bilionários de aviões, barcos, helicópteros, mansões, contas e outros bens, que incidentalmente suprem o FSP;
10. A luta de Bolsonaro para derrubar a oligarquia financeira, com a queda brutal dos juros e entrada de novos participantes no mercado, já lhe custa uns 100 Adélios, e desafia o poder globalista do Itaú e outros bancos;
11. Ajudou a acabar com o imposto sindical;
12. Criou a carteirinha estudantil grátis do MEC, tirando fontes de recursos da UNE;
13. Ajudou fazendeiros a se armar e cortou dinheiro pro MST, que praticamente não faz mais invasões;
14. Deu um fim às invasões e novas demarcações de terras dos movimentos indigenistas e quilombolas;
15. Tá botando quente nas milhares de ONGs na Amazônia e impedindo contrabando de grandes quantidades de minérios, ouro, pedras preciosas, madeira e até de tráfico humano;
16. Tá levando água ao nordeste e acabando com a popularidade da esquerda por lá.
17. Na Amazônia, ele está levando estradas, luz e internet a comunidades que estavam sob a influência direta de padres da TL, ongs separatistas e abortistas e líderes comunitários comunistas. Acabar com este isolamento é dar a essas comunidades a chance de participar do debate político, como este aqui agora;
18. Na administração pública, o governo Bolsonaro está lutando para acabar com a miríade de conselhos bolcheviques criados na era petista. Não está fácil, o STF entrou na briga, mas o que se pode fazer está sendo feito.
19. A PF está batendo no Sistema S e o governo está propondo mudanças neste sistema, feudo de oligopolistas.
20. O governo está propondo extinguir a filiação aos Conselhos de Classe e a obrigatoriedade de pagar anuidades, o que representa um brutal golpe a este sistema socialista que nutre carreiristas políticos de esquerda. Da parte do STF, partiu decisão de obrigar a OAB a ser auditada pelo TCU (Grande dia!).
21. Bolsonaro tem se empenhado como nunca para combater as máfias dos Detrans, fonte histórica de corrupção alimentadora de políticos esquerdistas. O Seguro obrigatório caiu abruptamente de valor, bem como outras taxas e obrigações.
22. Pronunciou-se na ONU contra a Cristofobia e em defesa siberania da Amazônia, tendo recebido elogio de Donald Trump;
23. Bolsonaro chamou pra si a responsabilidade sobre o processo de instalação do 5G e já disse que não irão participar empresas ligadas a regimes totalitários (Pra bom entendedor, a CHINA!).

Quem for mais fundo, vai enumerar mais coisas. Aqui só estou lembrando grosseiramente do que me vem à lembrança.

Eu já disse aqui que uma amiga minha, médica muito séria e confiável, me relatou que uma ong estrangeira estava colocando DIUs nas mulheres ribeirinhas amazônicas sem o consentimento consciente delas.

A ministra Damares tá fazendo um enorme trabalho de acolhimento, conscientização e atendimento a populações carentes. Não é muito visto pela classe média, mas as pessoas pobres e necessitadas estão reconhecendo e amando.

Isto destrói o movimento comunista pela base! Nesta semana, ela e o Presidente estiveram no Marajó e foram efusivamente bem recebidos pela população simples e pobre.

Vão investir nessa região a maior quantia da história, cerca de 4 bi!

Se isto não é agir contra o aparelhamento do país pelos partidos de esquerda, então não sei nada...

Nestas eleições, em Belém, os partidos estão se apresentando apenas com o número e não estão mostrando cores, símbolos e discursos comunistas.

Quando o inimigo evita suas próprias siglas, cores, símbolos, bandeiras, chavões e discursos e procura imitar o nosso padrão (vide a Manuela D'Ávila - piada!), é porque nosso governo é fraco e desprezível, ou ao contrário, é forte e estamos vencendo num terreno valioso?

Bolsonaro não é fraco e não faz um governo fraco. Ele está submetido a limitações constitucionais, típicas de qualquer democracia, e mais as políticas e institucionais.

Sem maioria natural na Câmara e no Senado, tem de negociar para conquistá-la, e isto, obviamente, não sai de graça. Mesmo assim, ele procura fazer suas alianças e acordos sem corrupção e com um mínimo de cessões.

Então, Bolsonaro nada está fazendo contra o FSP e contra o comunismo?

Klauber Cristofen Pires

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar