assinante_desktop_cabecalho

Justiça rejeita pedido de afastamento de Salles e acaba com falácias: “Argumentos vagos”

Ler na área do assinante

Nesta quarta-feira, 14, o juiz federal Márcio de França Moreira, da 8ª Vara Federal do Distrito Federal (DF), negou pedido do Ministério Público Federal (MPF) de afastamento imediato do ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles.

Segundo a decisão do magistrado, o MPF não demonstrou como a manutenção do ministro no cargo poderia prejudicar a análise da ação de improbidade movida contra ele e não apresentou provas de possível interferência de Salles na condução processual.

Para o juiz, a petição tem “argumentos vagos”.

“Somente a demonstração efetiva de empecilho criado pelo agente público à instrução processual, cuja permanência no local de trabalho seria um elemento facilitador para a obstrução ou ocultação de provas, é que justificaria a medida de suspensão e afastamento da função pública, mas não há nos autos prova incontroversa de que a permanência do agente público no cargo de Ministro de Estado do Meio Ambiente importa em ameaça à instrução do presente processo”, escreveu o juiz na decisão.

Salles fica!

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar