Didaticamente, decano do STF diz que impeachment é legítimo e não é golpe (veja vídeo)

O ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal, é o terceiro esta semana a defender publicamente a constitucionalidade da figura do impeachment de um presidente da República e refutar a tese de que o instrumento em si não pode ser considerado golpe.

Em vídeo divulgado no Youtube, o ministro Celso de Mello disse o seguinte:

"A figura do impeachment não pode ser reduzida à condição de um mero golpe de estado porque o impeachment é um instrumento previsto na Constituição, uma Constituição democrática, que está em vigor no país e que estabelece regras básicas", disse o ministro.

E prosseguiu: "Se essas regras básicas forem respeitadas, obviamente o impeachment não pode ser considerado um ato de arbítrio político e de violência política".

O discurso acusando ‘golpe’ tem sido uma tônica permanente entre os defensores da manutenção da presidente Dilma Rousseff no cargo. A própria presidente chegou a fazer esta afirmação.

Além do ministro Celso de Mello, nos últimos dias a constitucionalidade e legitimidade do impeachment foi defendida pela ministra Cármen Lúcia e pelo ministro Dias Toffoli.

da Redação 

Veja o vídeo:

                                https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online

da Redação

Comentários