assinante_desktop_cabecalho

Vereador sindicalista, suspeito de assassinato, é preso em BH

Ler na área do assinante

O vereador de Belo Horizonte Ronaldo Batista do PSC, foi preso nesta quinta-feira, 15.10.2020.

Ele é suspeito de participação no assassinato de Hamilton Dias de Moura do MDB, vereador em Funilândia, também em MG.

O que se sabe é que os dois mantinham disputa no comando do Sindicato dos Motoristas e Empregados em Empresas de Transporte de Cargas, Logística e Diferenciados de Belo Horizonte e Região (SIMECLODIF).

O vereador Batista deu depoimento no Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e em seguida foi encaminhado ao Ceresp (Centro de Remanejamento do Sistema Prisional) de Belo Horizonte.

Na saída da delegacia, indagado, ele negou participação no assassinato, e apenas disse:

"Ele (Hamilton) ficou bravo porque assumi o sindicato no lugar dele".

O vereador havia sido alvo, em seu gabinete na Câmara, de mandado de busca e apreensão, em agosto.

Ronaldo Batista havia assumido a vaga de vereador em agosto de 2019, após Cláudio Duarte, do PSL, ter sido cassado pela prática de "rachadinha".

O nome de Batista havia sido referendado para disputar a reeleição por seu partido (PSC), mas desistiu em função das denúncias de seu envolvimento no crime.

assinante_desktop_conteudo_rodape

Comentários