assinante_desktop_cabecalho

O dinheiro na cueca do Senador e mais uma tentativa frustrada de ataque da imprensa militante

Ler na área do assinante

Passados vinte e dois meses de governo Bolsonaro, sem um único registro de corrupção no poder executivo federal, a imprensa militante entra em parafuso.

Não consegue digerir que perdeu o suposto poder que de direito nunca teve.

Teima em querer mandar como outrora, como no caso verificado na passagem contada pelo falecido Senador da República pelo Estado do Paraná, José Richa, onde o então diretor da rede Globo de Televisão, Roberto Marinho, “escolheu e elegeu como presidente da República, Fernando Collor de Mello”, como se verificou.

Essa extrema imprensa e aparelhada, ainda não se conformou que perdeu a eleição. Ela, os candidatos e partidos esquerdistas, institutos de (pesquisas), grande parte dos artistas e a maioria dos reitores de Universidades Federais aparelhadas, contra o Capitão Jair Messias Bolsonaro e as redes sociais.

Foi o embate do “capital estrutural, econômico e cultural”, contra “uma caminhada franciscana”.

A contenda do elefante contra a formiga, cujo vencido monumental foi o elefante.

Por entender, como entendiam e agiam nos tempos pretéritos, acham que o critério de pódio é o peso ou a força, é que há essa desmedida, inescrupulosa, doentia e até imoral perseguição ao Presidente Bolsonaro e seu governo.

Na falta de assunto contra o governo, “chegam a acionar ‘vacas de presépio’, para produzirem alguma fake News, como publicado num dos membros do maligno consórcio: “Bolsonaro é uma espécie de Lula da direita”.

Mas, providencialmente, não falaram dos muitos processos e até condenações do Lula – a jararaca, por auto definição. Enquanto, em vinte e dois meses de governo Bolsonaro, não se teve uma única notícia de corrupção.

O desespero do jornalismo militante é tanto, que, rasgando todo e qualquer conduta ética, de bons costumes, moral e legal, pretendem, em mais uma investida sórdida e doentia, vincular o dinheiro na cueca do (ainda) Senador Chico Rodrigues ao Presidente Jair Bolsonaro. Como sempre faziam nos últimos trinta anos, fazem agora, ignorando os preceitos da Constituição Federal, de separação dos poderes.

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Foto de Jacó Carlos Diel

Jacó Carlos Diel

Filósofo, jornalista e bacharel em Direito.

assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar