O engodo denominado MBL... Líder do grupo é denunciado por corrupção, fraude a licitação e tráfico de influência

Ler na área do assinante

O Movimento Brasil Livre (MBL) parece ser mais um engodo da política brasileira.

Haja vista a denúncia que o Ministério Público de São Paulo acaba de apresentar contra Renan dos Santos, um dos principais líderes da “arapuca”.

Além de Renan, ainda são acusados Alessander Monaco Ferreira, um dos principais doadores do MBL; o ex-presidente da Imprensa Oficial de São Paulo, Nourival Pantano Junior; e os ex-representantes da Fundação Instituto de Pesquisas Econômica (Fipe) Carlos Antonio Luque e José Ernesto Lima Gonçalves.

De acordo com a denúncia, Renan dos Santos articulou politicamente a contratação de Alessander Monaco pela Imprensa Oficial de São Paulo.

Em troca, Alessander fez doações ao MBL, por meio do YouTube.

Na Imprensa Oficial, Alessander “trabalhou no sentido de articular fraudes em licitações e contratações de empresas através de dispensa e inexigibilidade de licitações”.

Uma dessas empresas seria a Fipe, que depois contratou a empresa de Alessander, “pagando-lhe valores milionários por consultorias”.

Pelo que se vê um esquema ilícito ‘profissional’.

Você quer saber como ajudar o Jornal da Cidade Online?

É simples, fácil e rápido...

Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: O Antagonista

da Redação
Ler comentários e comentar