Kim diz que denúncia do MP contra líder do MBL, por corrupção, fraude e tráfico de influência é “piada”

Ler na área do assinante

Kim é a piada. E o MBL é o engodo.

É o que se pode deduzir diante da declaração do deputado sobre a denúncia proposta pelo Ministério Público de São Paulo contra o líder do movimento, Renan dos Santos.

E Kim não ficou só nisso. Disse ainda que a denúncia é “ridícula”.

Na realidade o que se vê é que o MBL não passa de um amontoado de garotos perversos, com a pretensão de se dar bem.

Habilidosos, mas absolutamente inescrupulosos.

O caso envolvendo Renan serve como parâmetro.

De acordo com a denúncia, Renan dos Santos articulou politicamente a contratação de Alessander Monaco pela Imprensa Oficial de São Paulo.

Em troca, Alessander fez generosas doações ao MBL.

Na Imprensa Oficial, Alessander “trabalhou no sentido de articular fraudes em licitações e contratações de empresas através de dispensa e inexigibilidade de licitações”.

Uma dessas empresas seria a Fipe, que depois contratou a empresa de Alessander, “pagando-lhe valores milionários por consultorias”.

Pelo que se vê um esquema ilícito ‘profissional’.

Você quer saber como ajudar o Jornal da Cidade Online?

É simples, fácil e rápido...

Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar