Claudia Leite: baianos rejeitam codinome ‘NegaLôra’ e a acusam de ‘racismo’

A cantora Claudia Leite, numa visão estritamente comercial, estaria se apropriando de signos e ícones da cultura negra, além de indumentárias, musicalidades, danças e ritmos da mulher Negra brasileira.

A queixa contra a cantora é antiga, mas ela persiste porque o resultado é extremamente proveitoso, mantendo-a em evidência e como centro de uma discussão que quando está esfriando, espertamente, ela joga ‘pimenta’ e aquece novamente.

Nesta terça-feira, Claudia Leite publicou uma foto em homenagem ao aniversário de Salvador.

Na legenda da imagem, a 'provocação', ela escreveu: ‘Africana da Alemanha, Negalora do Pelô, Nasci em São Gonçalo e... com 5 dias de vida fui morar em Salvador. Hoje eu vivo pelos céus e estradas, mas essa terra continua sendo o lugar que chamo ‘meu lar’. Obrigada, Deus, por me plantar nessa cidade e me regar com tanta baianidade!'

Nos comentários, os internautas se irritaram com o fato da cantora se intitular "Negalora do Pelô" e "Africana da Alemanha".

‘Pare com essa palhaçada de querer se apropriar, ser negro não é moda. É resistência’, escreveu um seguidor. 

‘Não to conseguindo encontrar COERÊNCIA EM "AFRICANA DA ALEMANHA" Ham? Consigo imaginar Nelson Mandela olhando pra cá e dizendo: "Sai daí! Não fiquei 27 anos preso pra isso! Você já senta no banco da frente do ônibus!’

‘Nem africana e nem negra, nem venha roubar nossa cultura. Já basta de se beneficiar do racismo brasileiro, de ser uma cantora BRANCA, SIM, VOCÊ É BRANCA, com sucesso no ESTADO MAIS NEGRO DO PAÍS, que por sinal, dá muito mais visibilidade pra artistas brancos.’

da Redação

                       https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Celebridades