assinante_desktop_cabecalho

Doria faz comentário "medíocre" e toma vexatória dura de delegado de polícia (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

A cada dia que passa o governador da ‘calça apertada’ tem mostrado ainda mais uma postura ditatorial à frente de São Paulo.

Recentemente, Doria fez uma declaração no mínimo absurda!

Na inauguração do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) em Presidente Prudente, o governador fez uma exigência que irritou policiais de todo o estado.

Doria exigiu que pintassem as portas de preto, pois, segunda alega, este é o ‘padrão’ e não só isso, ele ainda recomendou aos policiais que caso tenham ‘problemas’ para conseguir pintar, que busquem ajuda em alguma instituição.

O delegado Gustavo Mesquita Galvão Bueno, que é Presidente da Associação de Delegados de São Paulo (ADPESP), não deixou barato, tomou as dores de seus colegas e fez questão de expor a insanidade de João Doria.

“Com tantos problemas na Polícia Civil de SP, João Doria se preocupa mais com a cor do batente das portas”, disse.

E continuou:

“Em primeiro lugar, com tantos problemas, existentes hoje, na Polícia Civil, do Estado de São Paulo. Problemas de Ordem Pessoal, problemas estruturais. Os policiais recebem os piores salários de todo país. Faltam cerca de 14 mil policiais civis na instituição. Faltam estrutura, equipamentos, faltam, às vezes, equipamentos de proteção, de insumos básicos, armamentos para os policiais, mas o governador João Doria parece se preocupar mais com a cor do batente [da porta].”

Confira o desabafo do delegado:

Você se incomoda com as publicidades no site?

Você quer ajudar o Jornal da Cidade Online?

Então, faça a sua assinatura do JCO e navegue no site sem nenhuma publicidade.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar