“Ciro é o otário predileto de Lula”, afirma jornalista, que explica porque o "coronel de Sobral" aceita essa condição

Ler na área do assinante

Recentemente foi revelado que Ciro Gomes e Lula, após um longo período de afastamento, voltaram a se encontrar.

A paz foi selada.

Para Augusto Nunes “Ciro Gomes não se emenda. Será tapeado de novo pelo vigarista que o transformou em otário predileto”.

O jornalista conta dois casos em que Lula trapaceou o seu otário predileto.

“Em 2010, quando seu ex-ministro da Integração Nacional estagiava no PSB, Lula convenceu-o a candidatar-se a governador de São Paulo. Em aliança com o PT, naturalmente. Ciro lembrou-se de que nasceu em Pindamonhangaba, no interior paulista. E já providenciava a mudança de domicílio eleitoral quando foi atropelado pela convenção da seita lulopetista que oficializou a candidatura de Aloízio Mercadante.”

O segundo caso:

“Em 2018, o ex-presidente engaiolado fez Ciro acreditar que seria candidato ao Planalto por uma frente esquerdista costurada pelo PT. Uma das cláusulas do acordo estabelecia que Dilma Rousseff seria candidata ao Senado pelo Ceará. O próprio Ciro revelou que aguardava Dilma no aeroporto de Fortaleza no momento em que soube que a ex-presidente resolvera ser derrotada em Minas Gerais. Só então o aprendiz de cangaceiro desconfiou que fora enganado.”

Ciro tem um forte motivo para aceitar essa condição. A explicação foi dada por um deputado pernambucano, Tales Ramalho:

“Só a ilusão eleitoral é maior que a ilusão amorosa.”

“A boa frase explica a aceitação, pela vítima, do convite para reaproximar-se do estelionatário reincidente”, conclui Augusto Nunes.

Você se incomoda com as publicidades no site?

Você quer ajudar o Jornal da Cidade Online?

Então, faça a sua assinatura do JCO e navegue no site sem nenhuma publicidade.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar