Quase um ano depois, STF decide manter ‘Especial de Natal’ do Porta dos Fundos

Ler na área do assinante

Nesta terça-feira, 03, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu manter a exibição do especial de Natal do grupo Porta dos Fundos.

Chamado de ‘Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo’, o programa traz a sugestão de uma relação homossexual entre Jesus e Satanás e põe Deus, Maria e José como um triângulo amoroso.

O ministro Gilmar Mendes, que foi o relator do caso entendeu que “ao analisar os presentes autos, concluo que a obra não incita violência contra grupos religiosos”

“[A obra] constitui mera crítica, realizada por meio de sátira, a elementos caros ao cristianismo. Por mais questionável que possa vir a ser a qualidade desta produção artística, não identifico em seu conteúdo fundamento que justifique qualquer tipo de ingerência estatal”, afirmou Gilmar.

O ministro prossegue:

“Trata-se de uma peça de humor ficcional que procura levar reflexão sobre a condição da homossexualidade diante das grandes religiões da humanidade. Se alguma verdade foi revelada, foi o sentimento discriminatório e homofóbico de quem considera que comparar Cristo a um homossexual é uma comparação com condição inferior”.

Você se incomoda com as publicidades no site?

Você quer ajudar o Jornal da Cidade Online?

Então, faça a sua assinatura do JCO e navegue no site sem nenhuma publicidade.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar