A juíza e a vida por um ‘fio’

O corpo todo banhado com gasolina, bastava um ‘click’ no isqueiro e o horror teria sido desencadeado.


Ela esteve com a vida nas mãos de um agressor, réu num dos inúmeros processos que conduz na Vara de Violência Doméstica, no Fórum do Butantã, em São Paulo.

A juíza Tatiana Moreira Lima teria todo o seu corpo queimado e provavelmente não escaparia com vida ou, pelo menos, ficaria com inúmeras sequelas.



Felizmente, após um tenso processo de negociação, a PM conseguiu salvá-la.

O agressor, Alfredo José dos Santos, 36 anos, ainda portava uma bolsa com explosivos e produtos inflamáveis. 

Santos estava no fórum para participar de uma audiência que analisaria uma agressão que ele teria cometido contra a mulher dele, em 2013.

Tatiana Moreira da Silva é casada, tem dois filhos e está na magistratura há nove anos.

A juíza sintetizou o seu sentimento após o ocorrido dizendo que tem ‘pena’ do agressor.

'Não tenho raiva, mas pena dele. Eu fui vítima de violência da mesma forma que as mulheres que me procuram são.’

Alfredo José dos Santos responderá pelos crimes de tentativa de homicídio, explosão e resistência à prisão. Somados, os crimes podem levar a uma pena de até 20 anos de reclusão.

Muito triste!

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

                                       https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Policia