assinante_desktop_cabecalho

STF se intromete e quer explicações da Anvisa (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O Supremo Tribunal Federal (STF) acaba de dar um prazo de 48 horas para que a Anvisa preste informações sobre o atual estágio de aprovação da Coronavac, a vacina chinesa.

A determinação é da lavra do ministro Ricardo Lewandowski.

Ora, parece não haver muito o que explicar. Os testes estão suspensos, conforme esclareceu o diretor presidente do órgão, Antonio Barra Torres, nesta terça-feira (10).

A decisão é eminentemente técnica, e não admite interferência de qualquer ordem.

Eis o que disse Barra Torres:

“A imagem que coloco para os senhores é a imagem do árbitro. É o juiz. É aquele que pesa o que foi feito certo e o que foi feito ao arrepio da norma. E emite o seu juízo de valor”.

O ministro, por sua vez, também quer detalhes sobre os “critérios utilizados para proceder aos estudos e experimentos” da vacina chinesa.

A Anvisa precisa ser respeitada.

Qualquer intromissão é inadmissível.

O despacho de Lewandowski foi exarado em ações da Rede, PC do B, PT, PSOL, PSB e Cidadania que buscam obrigar o governo federal a bancar a compra da vacina.

É lamentável que a nossa suprema corte se preste a esse tipo de coisa.

No vídeo abaixo, tudo é minuciosamente explicitado.

Veja o vídeo:

Você se incomoda com as publicidades no site? Você quer ajudar o Jornal da Cidade Online?

Então, faça a sua assinatura do JCO e navegue no site sem nenhuma publicidade.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar