Finalmente o Ministério Público do Pará pede afastamento de Hélder Barbalho

Ler na área do assinante

Parece que as autoridades no Pará, finalmente, tomaram coragem e vergonha na cara e decidiram pedir o afastamento do governador do estado, Hélder Barbalho, e mais nove pessoas.

O Ministério Público do Pará (MPPA), por meio do procurador-geral de Justiça Gilberto Valente Martins, não engoliu as desculpas de Hélder sobre a aquisição do 400 ventiladores pulmonares, durante a pandemia do Coronavírus e decidiu afastá-lo.

A aquisição dos equipamentos foi feita sem licitação pelo valor de R$50,5 milhões e teve adiantamento de R$25,2 milhões.

Os aparelhos da empresa SKN do Brasil Importadora e Exportadora de Eletrônicos Ltda. apresentaram 10 tipos diferentes de falhas; inviabilizando o tratamento em pacientes com a covid-19, que estavam na UTI, segundo apontou o próprio laudo da Secretaria de Saúde Pública do Pará.A compra desses respiradores motivou a Operação 'Para Bellum', desencadeada pela Polícia Federal em junho. A perícia federal constatou que a SKN do Brasil não detinha habilitação técnica com os equipamentos e não havia justificativa para a escolha da firma. Dos 400 respiradores adquiridos, o governador recebeu 152 no aeroporto de Belém. Os equipamentos chegaram a ser enviados para hospitais em Belém e no interior do estado, antes de o governo anunciar que eles não serviam para pacientes de Covid-19.

Você se incomoda com as publicidades no site?

Você quer ajudar o Jornal da Cidade Online?

Então, faça a sua assinatura do JCO e navegue no site sem nenhuma publicidade.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar