Se depender de alguns “profissionais” da imprensa... O vazio e a vergonha tomam conta (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

A omissão e desinformação são alguns dos pratos preferidos de boa parte da imprensa, e de uma enorme parte da grande imprensa. A manipulação, e como torcem e retorcem as notícias, são as especialidades das casas.

Tendenciosos, os ditos profissionais da imprensa ralam a buzanfa no ridículo, e como é fácil tropeçar no próprio rabo, o vazio e a vergonha tomam conta do espaço jornalístico.

Essa é a apresentadora da Globonews, Cecília Flesch: "Ficou azul, gente! A gente virou, 284 delegados neste momento para Joe Biden!" Assistam isso:

E erram redondamente aqueles que pensam que este perfil jornalístico habita apenas em nível nacional. No regional, estadual e local, é uma “preciosidade” que não abrem mão. Os sustentáculos são os mesmos em qualquer nível.

Denúncias em época de eleições são mais comuns do que cigarras que anunciam chuvas, porém, por obrigação profissional cabe ao jornalismo cumprir seu papel, o de informar, baseado, claro, em evidências e maturidade da denúncia ou notícia.

O vereador Fernando Borja, e seu colega de Câmara Municipal em Belo Horizonte, Mateus Simões (desde março como Secretário-Geral de Estado MG), atravessaram boa parte de seus mandatos, portanto, isso não é de hoje, levantando e denunciando, robustas considerações sobre problemas éticos e morais na condução da prefeitura da cidade, na pessoa de seu titular executivo, Alexandre Kalil.

De forma enfadonha, suas denúncias sequer avançavam entre seus pares edis, e não se pode “escrever dos porquês”, por motivos óbvios, e mesmo alcançando os corredores do Ministério Público, no máximo cabiam numa gaveta.

Num ótimo bate papo com o Fernando, deparei-me com sua decepção ao não ver repercutir nada das denúncias que fez nos últimos dias contra o atual mandatário de Belo Horizonte.

Para não dizer que é um pregador no deserto, Fernando vê o nome do Alexandre Kalil como protagonista de muitas situações constrangedoras e alvo certeiro quando se trata de denúncias e investigações, seja como gestor privado, seja como gestor público. E não é de hoje.

Fernando Borja relata inúmeras denúncias contra Alexandre Kalil nesta gestão, e não deixa por menos ao dar números, gravar vídeos, enfim, dar sua versão dos fatos. Cabe ressaltar que o Fernando não é candidato à reeleição, e assim, sente-se à vontade para falar sobre essa situação.

Na íntegra, a entrevista com o vereador Fernando Borja!

Num momento ímpar da democracia, eleições podem transformar uma cidade, um estado e o país.

A hora é agora!

Você se incomoda com as publicidades no site?

Você quer ajudar o Jornal da Cidade Online?

Então, faça a sua assinatura do JCO e navegue no site sem nenhuma publicidade.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Ler comentários e comentar