assinante_desktop_cabecalho

Em operação da PF, deputado é preso por porte ilegal de arma

Ler na área do assinante

O deputado federal, Loester Carlos (PSL-MS), o Tio Trutis, foi preso por porte ilegal de arma de fogo durante operação da Polícia Federal nesta quinta-feira, 12.

Trutis está preso na Superintendência da Polícia Federal em Campo Grande e deve prestar esclarecimentos em breve.

A operação a PF colocou 50 agentes nas ruas de Campo Grande e em Brasília, devido a uma investigação sobre um "suposto atentado", sofrido pelo deputado.

Os mandados foram expedidos pelo STF (Supremo Tribunal Federal), situação que só ocorre quando algum alvo tem foro privilegiado, caso de Trutis.

Isso já indicava que ele mesmo poderia ser o alvo.

O ‘suposto atentado’ teria acontecido no começo de 2020, quando Trutis denunciou que no dia 16 de fevereiro, um domingo, por volta das 9h, que ele e sua equipe estavam à caminho de Sidrolândia quando teria sido vítima de emboscada e que revidou.

“O carro em que estavam foi alvejado por, no mínimo, 5 disparos”, dizia a nota divulgada pelo parlamentar.

Confira a imagem do carro anexada à publicação:

“O deputado conseguiu revidar o ataque. Apesar da emboscada, todos estão bem e sem ferimentos”, ainda dizia o comunicado.

Você se incomoda com as publicidades no site?

Você quer ajudar o Jornal da Cidade Online?

Então, faça a sua assinatura do JCO e navegue no site sem nenhuma publicidade.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
assinante_desktop_conteudo_rodape
Ler comentários e comentar