Bolsonaro critica “Linguagem neutra”: "Estamos tentando mudar, mas o aparelhamento é monstruoso" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Nesta sexta-feira (13), o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, expôs de maneira muito clara sua opinião nada favorável ao uso, em escolas, do chamado “gênero neutro”.

Ao discorrer sobre o tema em conversa com apoiadores, o presidente questionou qual será o “futuro da nação que age dessa maneira com a educação?”.

As alterações na Língua Portuguesa acabaram entrando na discussão após um colégio do Rio de Janeiro anunciar que iria adotar a “neutralização de gênero” devido ao “compromisso com a promoção do respeito à diversidade e da valorização das diferenças no ambiente escolar”.

Ao criticar a postura adotada pelo colégio, Bolsonaro criticou o desempenho da educação no Brasil:

“Agora vai discutir linguagem que vale pros dois sexos, né? Enquanto na China mais da metade das patentes são de lá, nós aqui temos o quê? Você não investe nessa área porque não tem uma massa humana preparada desde cedo”, destacou ele.

E completou:

“Não consegue, ao ler o segundo parágrafo, saber o que tinha no primeiro. Ciências um desastre. Até a fórmula da água você tem dificuldade, perante o papel, de colocar a fórmula da água. Qual é o futuro nosso? Esse pessoal cresce, vai no mercado de trabalho com uma formação deficitária, vai fazer o quê? Vai aceitar ser subempregado”.

Confira:

Você se incomoda com as publicidades no site?

Você quer ajudar o Jornal da Cidade Online?

Então, faça a sua assinatura do JCO e navegue no site sem nenhuma publicidade.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você!

Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar