As absurdas histórias por trás do caso Flordelis: "Havia 'relação' entre todos"

Ler na área do assinante

Nesta sexta-feira (13), a delegada Barbara Lomba, responsável pela investigação da morte do pastor Anderson de Carmo, disse, em audiência, que “na casa de Flordelis havia relações {sexuais} entre todos”.

“Havia relações entre todos ali. Flordelis não se relacionava só com o Anderson e o Anderson não se relacionava só com ela”, disse a delegada, que é testemunha de acusação.

A delegada ainda disse mais:

“As relações eram baseadas na mentira. Estabeleceu-se uma lógica de relação familiar baseada em estratégia, e fachadas tinham que ser montadas. Muitas coisas que aconteciam na casa não poderiam aparecer”, afirmou.

Vale lembrar que, antes de se tornar marido de Flordelis, Anderson já havia sido um de seus filhos adotivos, e também seu genro.

Flordelis é acusada de ser a mandante do assassinato de seu marido, em 16 de junho de 2019. O crime foi cometido por um dos seus 55 filhos, e mais oito deles são acusados de envolvimento.

A deputada foi denunciada pelo Ministério Público por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima), associação criminosa, falsidade ideológica e uso de documento falso. Ela responderá ainda por tentativa de homicídio devido aos envenenamentos.

Um movimento apócrifo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e implantar o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Ajude o JCO a continuar sobrevivendo com independência. Faça a sua assinatura.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar