Reforma agrária beneficiava políticos, empresários e servidores públicos. TCU manda parar tudo

O TCU determinou nesta quarta-feira (6) a imediata paralisação de todos os processos de Reforma Agrária conduzidos pelo Governo Federal, através do INCRA.


A medida foi tomada após auditoria do TCU revelar a maior fraude no setor já registrada no mundo.

De acordo com o TCU, sem a medida cautelar de interrupção de novos cadastros, o país poderia ter mais prejuízos.

Um em cada três assentados foi beneficiado ilegalmente, com irregularidades que custaram um prejuízo estimado em mais de R$ 10 bilhões aos cofres públicos. São ao todo 578 mil benefícios irregulares. Inúmeros políticos receberam lotes do programa.

Aliás, políticos, empresários e servidores públicos das três esferas foram qualificados como ‘sem-terra’ para que pudessem ser agraciados.

São no total 847 vereadores, 96 deputados estaduais, 69 vice-prefeitos, quatro prefeitos e até um senador da República, cujo nome foi mantido em sigilo, graças ao famigerado foro privilegiado.

Além disso, 37.997 pessoas foram beneficiadas após a morte e outros 19.393 são proprietários de veículos de luxo de marcas como Porsche, Land Rover e Volvo.

Trata-se de crime gravíssimo.

O país está à deriva, saquearam o Brasil, os escândalos não tem fim e alcançam todas as esferas.

da Redação

                                   https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça