Patrícia Poeta chama vândalos que quebraram Carrefour de "vândalos" e é 'cancelada' na web pela militância (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

No sábado (21), no programa É de Casa, da Rede Globo, a jornalista Patrícia Poeta comentou o homicídio ocorrido em um supermercado da Rede Carrefour, em Porto Alegre.

O caso aconteceu na quinta-feira (19), no estacionamento de um supermercado da Rede Carrefour, quando dois seguranças espancaram João Alberto Silveira Freitas até a morte. Os seguranças foram presos

Na sexta-feira (20), um grupo de manifestantes atacou uma loja da Rede Carrefour em São Paulo, logo após a 17ª Marcha da Consciência Negra, que pedia justiça por João Alberto.

O grupo jogou paus e pedras no supermercado, e destruiu várias vidraças. Alguns ainda entraram na loja e colocaram fogo em produtos. Os funcionários do estabelecimento apagaram o incêndio com extintores e fecharam a loja ainda com clientes no interior. Não houve feridos.

Ao comentar sobre essa série de acontecimentos, Patrícia Poeta foi enfática:

“A gente quer união e paz. Tenho falado muito com as pessoas do sul. Houve protestos democráticos. Os protestos são muito bem-vindos. Acho isso realmente lindo. A gente não pode deixar vândalos se infiltrarem nesses protestos dignos e esvaziarem a causa (…) Soube que as pessoas que estavam democraticamente protestando acabaram saindo porque vândalos se infiltraram e começaram a atirar pedras em policiais negros. Isso acaba esvaziando o que era a causa (…) A gente tem que mostrar, denunciar, acompanhar, mas não deixar que isso vire uma guerra. Aí estamos aumentando a intolerância. A gente quer inclusão”.

A declaração da jornalista gerou inúmeros comentários na internet, com vários usuários criticando o posicionamento da jornalista, ao chamar os manifestantes de vândalos, porém, a maior onda foi de apoio à Patrícia.

“Patrícia Poeta está sendo cancelada por chamar vândalos de vândalos?”, questionou um internauta.
“Os imbecis das redes – e são muitos – estão cancelando a Patrícia Poeta porque ela disse que os vândalos que destruíram supermercados são vândalos. Pois eu digo mais: vândalos, canalhas, terroristas, bandidos”, disse outro

Confira:

Um movimento apócrifo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e implantar o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Ajude o JCO a continuar sobrevivendo com independência. Faça a sua assinatura.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar