Senador Irajá, filho da senadora Katia Abreu, é acusado de estupro

Ler na área do assinante

Uma modelo de 22 anos, de São Paulo, disse que estava na casa noturna “Café La Musique”, quando foi dopada, perdeu a consciência e acordou em um flat do Itaim Bibi, bairro nobre da capital paulista, já sendo penetrada pelo senador Irajá Silvestre Filho (PSD-TO).

Ela registrou boletim de ocorrência da agressão, nas primeiras horas desta segunda-feira (23).

A jovem contou que conheceu o político durante um almoço no domingo (22), no Jockey Club e que acompanhou Irajá e um amigo dele à casa noturna. Mas, alega que foi dopada para a relação sexual que ocorreu sem o uso de preservativo.

No boletim de ocorrência, registrado pela moça, ela diz que acordou com o homem em cima dela falando frases como: “você é minha” e “estou apaixonado”.

Com medo de agressões, ela não reagiu nem resistiu ao estupro, mas pedia, insistentemente, para ir ao banheiro ou tomar água. Ele não deixava. Quando, finalmente, ele permitiu uma ida ao banheiro, após a modelo informar que passava mal, ela se trancou e começou a pedir socorro.

A polícia investiga o caso e busca por imagens de câmeras de segurança da casa noturna e do hotel. O quarto foi preservado para exame pericial.

Em nota, o parlamentar, que é filho da senadora Kátia Abreu (PP-TO), alega “total e plena inocência” e disse que tudo não passa de uma “farsa”.

"Foi com surpresa, decepção, tristeza e indignação que tomei conhecimento do episódio infame, maldoso e traiçoeiro envolvendo a minha vida e minha dignidade... O fato é que, como principal interessado na revelação ampla e total de toda essa farsa, solicitei que meu advogado, Daniel Bialski, reforçasse as autoridades responsáveis pela investigação do caso que requisitassem a realização de exame de corpo delito na acusadora para comprovar a verdade”, justificou, informando que compareceu, espontaneamente, à delegacia para ser submetido a exame de corpo de delito e toxicológico.

Um movimento apócrifo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e implantar o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Ajude o JCO a continuar sobrevivendo com independência. Faça a sua assinatura.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar