Embaixada da China dá resposta "ameaçadora" a Eduardo Bolsonaro

Ler na área do assinante

O Governo comunista chinês nem começou a “governar” o Brasil e já está ameaçando o filho do presidente Jair Bolsonaro, o deputado federal, Eduardo Bolsonaro (PSL).

Em tom intimidador, a Embaixada da China no Brasil voltou a tecer comentários contra o parlamentar, afirmando, nesta terça-feira (24), que as publicações pessoais do deputado são “infundadas” e “solapam” a relação entre os dois países.

As ameaças do governo comunista foram em referência às declarações que Eduardo escreveu no próprio perfil de rede social em que afirmava apoio a uma “aliança global para um 5G seguro, sem espionagem da China”. Ele apagou o post, pouco tempo depois.

Sempre “territorialistas” e ávidos por ampliar o seu mercado, a Embaixada da China logo se pronunciou em nota garantindo que “aqueles que perturbarem a normalidade de parceria China-Brasil, vão arcar com as consequências negativas e responsabilidade histórica”.

E, olha só que a China ainda nem começou a “governar” o Brasil...

Confira:

Um movimento apócrifo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e implantar o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Ajude o JCO a continuar sobrevivendo com independência. Faça a sua assinatura.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar