Ex-humorista da Globo revela o “jogo sujo” da emissora (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

No canal Momentos Flow, Marcelo Madureira, ex-humorista do programa “Caceta & Planeta”, relembrou que a empresa de streaming dele, a Tabajara Network, criada em 1996, tinha um andar inteiro num prédio comercial, no centro do Rio de Janeiro. Mas, foi fechada a pedido da Rede Globo.

“Não tinha a Globo.com. Quando abriu, nos anos 90, já tínhamos 3 milhões de pessoas ligadas no site do Caceta. Era fantástico. Fazíamos streaming. Tínhamos clientes como siderúrgicas. Fazíamos muitos sites, material audiovisual. Nós já sabíamos que a comunicação seria igual a um liquidificador pela internet, que você bota tudo junto e sai. Se a Globo não tivesse forçado a gente a fechar a Tabajara Net, hoje, estaríamos bilionários”, lamenta.

Perguntado por que motivo a Rede Globo forçou o fechamento da empresa, o humorista respondeu:

“Porque a cultura da Globo é essa: ela não admite você ser concorrente e ela usa a força dela pra te pressionar. Ela fala assim: tenho um programa aqui, mas se você não fechar aquela “tabacaria” lá, não vai ter contrato”, disse pra horror dos presentes.

Depois de ter o contrato rescindido com a emissora, Marcelo criou outra empresa chamada Flocks (junto com Pedro Paulo Magalhães), cujo nome foi em homenagem ao avô e ao amigo e humorista, Bussunda, morto em 2006, na Alemanha, de ataque cardíaco, quando cobria a Copa Mundial de Futebol.

Confira o vídeo:

Um movimento apócrifo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e implantar o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Ajude o JCO a continuar sobrevivendo com independência. Faça a sua assinatura.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar