Bolsonaro desmente Dória e manda recado: "Governadorzinho! 'Santo' da calça apertada"(veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O presidente Jair Bolsonaro, em live desta quinta-feira à noite, rebateu a afirmação do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que disse que pode vacinar a população do estado com o imunizante chinês Coronavac; mesmo sem a autorização e registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Dias antes, Dória afirmou:

“Os critérios que a Anvisa tem são os mesmos de outras agências de vigilância sanitária que também estão avaliando a vacina Coronavac nos Estados Unidos, na Europa, sobretudo na Ásia. [...] Se essas agências validarem a vacina, ela estará validada independentemente da própria Anvisa.”

A atitude de interferência no Executivo e na soberania do país, claro, não foi bem recebida pelo presidente Bolsonaro, que repreendeu o tucano em uma dura live, nas redes sociais:

“A Anvisa é independente. Não adianta um governadorzinho aí, que nós sabemos quem é, ficar criticando. É muito interesse um governador querer salvar vidas. Fico até preocupado. Acho que se ele morrer hoje, vai para o céu, porque é um santo, um santo da calça apertada”, disparou.

O presidente explicou que o Governo Federal quer distribuir a vacina desenvolvida entre o Instituto Butantan e a farmacêutica chinesa, Sinovac, mas, para isso, ela terá que passar pelos testes e avaliações do órgão regulador do país, que é a Anvisa.

Em nota, a própria Anvisa informou que a distribuição do imunizante sem a aprovação da agência “seria um risco à população brasileira”.

“Nós vamos oferecer a vacina, mas tem que passar pela Anvisa”, disse o presidente.

Em outubro, matéria publicada pela BBC News Brasil, afirmava que a China estava distribuindo três tipos de imunizantes no país asiático sem a aprovação dos órgãos reguladores. A medida tinha sido chamada de “emergencial” pelo Estado e estava sendo aplicada em centenas de milhares de pessoas, sem a devida comprovação científica.

A iniciativa incluía três imunizantes chineses que ainda estão em fase de testes, como o da Sinovac, que será fabricado pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

Confira:

Um movimento apócrifo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e implantar o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Ajude o JCO a continuar sobrevivendo com independência. Faça a sua assinatura.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar