Um recado para a China: a soberania do Brasil deve ser respeitada (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Após mais um comentário desrespeitoso do embaixador chinês, nas redes sociais, atacando autoridades brasileiras e causando mal-estar na relação entre os dois países, o Ministério das Relações Exteriores, que tem Ernesto Araujo à frente da pasta, enviou uma nota à embaixada da China.

O deputado Eduardo Bolsonaro postou em suas redes sociais que o Brasil apoia projeto dos Estados Unidos para o 5G e se afasta de tecnologia chinesa.

A resposta chinesa veio em 17 postagens no Twitter, inclusive ameaçando o Brasil, afirmando que nosso país ia arcar com as consequências negativas.

Vale lembrar que outros países já recusaram a tecnologia 5G da Huawei:

Parceria comercial não significa tolerar ofensa e agressões calado. Ninguém quer o fim dos negócios entres os países, mas sim respeito aos representantes eleitos e à soberania nacional.

O embaixador chinês deveria ser chamado de volta, uma vez que seu comportamento não condiz com o de um diplomata sério. Se a China é um importante parceiro comercial, nós também somos, já que eles dependem do nosso agronegócio, afinal, nenhum povo vive sem comida. Até onde todos sabem, somos parceiros comerciais, não uma província de Pequim.

Confira:

Um movimento apócrifo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e implantar o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Ajude o JCO a continuar sobrevivendo com independência. Faça a sua assinatura.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar