Performance eleitoral de Lula, comemorada pelo petismo, é um engodo

O ‘petismo’ existe, isto é inegável. Se traduz na ainda vasta militância petista. Hoje, mais combalida.


O ‘lulopetismo’ também existe, o que é igualmente incontestável. Assim, como ainda sobrevive o ‘malufismo’. São movimentos que idolatram pessoas, ignoram ideias e ideais.

O ‘lulopetismo’, sem dúvida, ainda é muito forte, mas está em franca decadência.

Na pesquisa ‘Datafolha’, comemorada pelo PT, Lula aparece com 22 pontos percentuais. Um fato previsível, que corrobora o que foi dito, ou seja, a plena existência de ‘lulopetismo’.

O problema é que com esse percentual, escorado em toda a vitimização que tentou protagonizar quando de sua condução coercitiva, Lula não ganha eleição, aliás, nem vai para um eventual 2º turno.

Então, devemos analisar o potencial de crescimento da candidatura.

A resposta para tal é revelada pelo índice de rejeição.

E a pesquisa ‘Datafolha’ aponta Lula com um índice de rejeição astronômica, nunca visto na história deste país, 53%.

Ou seja, 53% do eleitorado diz que não votaria em Lula de jeito nenhum.

Historicamente, candidatos com índices tão altos são derrotados.

Não é pra menos, a questão é matemática.

Lula tem um eleitorado cativo, o que inegável, mas não tem mais para onde crescer.

O PT não tem o que comemorar, aliás, o eleitorado cativo de Lula e do PT, que sempre esteve na casa dos trinta pontos percentuais, caiu.

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

                                              https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política