PF cumpre mandados em operação contra fraude de álcool gel

Ler na área do assinante

Nesta terça-feira (1º), uma ação da Polícia Federal cumpre quatro mandados de busca e apreensão em Belo Horizonte e em São José da Lapa, na Região Metropolitana de Minas Gerais, contra fornecedores de álcool gel.

Segundo as investigações, o produto, que é considerado um dos principais itens para a prevenção à covid-19, pode não ter a eficácia comprovada, o que caracterizaria crime contra a saúde pública.

As averiguações tiveram início em agosto, quando a PF verificou que o produto comprado para uso da corporação em Porto Alegre estava em desacordo com as exigências medicinais, com diferença entre as especificações técnicas da rotulagem e a eficácia do produto.

As sedes das empresas fornecedoras do produto estão estabelecidas em Belo Horizonte e em São José da Lapa, razão pela qual a investigação passou a ser realizada pelos policias de Minas Gerais.

Os mandados foram expedidos pela 35ª Vara Criminal da Justiça Federal em Belo Horizonte e a ação policial é feita conjuntamente com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Vigilância Sanitária da Prefeitura de Belo Horizonte (Visa).

Se constatada a infração penal, os envolvidos podem responder pelo crime de falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais e pelo crime de estelionato, as penas podem chegar a 15 e 7 anos de prisão, respectivamente.

Um movimento apócrifo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e implantar o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Ajude o JCO a continuar sobrevivendo com independência. Faça a sua assinatura.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar