Vereador apresenta projeto para proibir uso do "gênero neutro" em escolas do Rio

Ler na área do assinante

Na última quinta-feira (03), o vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos –RJ), apresentou à Câmara um Projeto de Lei que visa proibir referências escritas do chamado ‘gênero neutro’, em escolas públicas e particulares do Rio de Janeiro.

“Fica terminantemente vedada a utilização de novas formas de flexão de gênero e de número de palavras da Língua Portuguesa em contrariedade às regras gramaticais consolidadas no País e aprovadas pela Comunidade Lusófona nas escolas municipais mantidas pela Secretaria Municipal de Educação e demais equipamentos provedores de ensino; informação e cultura; e editais de concursos da Administração Municipal e nas escolas de rede particular da Cidade do Rio de Janeiro”, diz um trecho do Projeto de Lei apresentado pelo vereador.

A justificativa apresentada pelo proponente é de que o uso de expressões como ‘todes’ e ‘todxs’, utilizadas nos últimos tempos como uma alternativa para as palavras designativas de gênero, visam apenas combater a estrutura cultural e a Língua Portuguesa:

“Atualmente, nos tornamos testemunhas da destruição sistemática de nossa cultura, em todos os níveis, com especial requinte de crueldade sobre a nossa Língua materna, pervertida para atender às pressões de grupos ínfimos que pretendem derrubar sua norma culta para implementar uma degenerescência canhestramente chamada de linguagem neutra, uma suposta “evolução” das regras gramaticais para atender outras supostas “evoluções” sociais em curso.
Nada mais longe da verdade, pois mudanças linguísticas não ocorrem em função de pressões vexatórias e constrangedoras que são o método básico de ação desses grupos de pressão e nem surgem para atender pautas identitárias imaginárias e na contramão da ciência biológica”, explicou Carlos Bolsonaro.

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar