Alíquota para importação de armas é zerada pelo Governo Bolsonaro

Ler na área do assinante

O Governo Federal zerou a alíquota de importação para revólveres e pistolas que, antes, pagavam imposto de 20% em cima do valor do produto.

A medida, que já passa a valer em janeiro de 2021, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), nesta quarta-feira (09). Mas, se aplica apenas a alguns tipos de armas. Pistolas lança-foguetes, revólveres de festim, armas de ar comprimido ou de gás são algumas das que estão excluídas da “alíquota zero”.

O armamento seguro do cidadão foi uma promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro, em 2018. Zerando a tarifa, ele flexibiliza a posse e o porte de armas para a população brasileira.

Em agosto passado, a Polícia Federal já tinha autorizado que o cidadão brasileiro pudesse comprar até quatro armas. A licença foi dada devido ao decreto de Bolsonaro, publicado em 2019.

É a PF quem emite os registros de armas de fogo.

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar