Presos saem da lista de vacinação prioritária contra a Covid-19

Ler na área do assinante

O Ministério da Saúde retirou a população carcerária da lista de grupos prioritários para serem vacinados contra a Covid-19.

Era previsto que os presos do Brasil fossem vacinados na quarta fase. Mas, o Governo Federal, em um primeiro momento, vai dar prioridade para trabalhadores da saúde, população idosa a partir dos 75 anos de idade, pessoas a partir dos 60 anos e que vivam em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena.

Em seguida, pessoas de 60 a 74 anos. Na terceira fase, pessoas com comorbidades, que apresentam maior chance para agravamento da doença (como portadores de doenças renais crônicas e cardiovasculares). E, na quarta fase, estavam os detentos, professores, forças de segurança e salvamento e funcionários do sistema prisional.

Ao que tudo indica, os 500 mil detentos, em sua maioria, por serem um público mais jovem, conseguem aguardar juntamente com o restante da população que não é prioritária.

O ministério espera imunizar 109,5 milhões de pessoas em 2021, em duas doses.

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar