O mercado bilionário das vacinas: A estranha pressa de Dória e Dino (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

No programa “Pingos nos is”, da Jovem Pan, o jornalista e comentarista político há mais de 30 anos, José Maria Trindade, revela que ficou impressionado com a arrogância de alguns governadores durante a reunião que o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, realizou nesta terça-feira (08) para comunicar aos estados como seria o programa de vacinação do Governo Federal contra a Covid-19.

A ideia de Pazuello era convocar os governadores de cada estado, para que eles informassem à União como poderiam contribuir no programa de vacinação federal. Porém, alguns governadores utilizaram o momento para impor questões fora da sua competência e responsabilidade.

“Eu fiquei impressionado como alguns governadores foram arrogantes com o ministro da saúde. Eu nunca vi nada parecido. O governador do Maranhão dizendo que pode tomar conta do próprio estado. Pode nada!! O Maranhão não tá conseguindo nem pagar as suas dívidas. O Maranhão não consegue melhorar a qualidade de vida do povo maranhense e vem com essa arrogância: de comprar vacina, importar vacina, comprar de São Paulo. Não pode! Se fosse assim, governador Flávio Dino, melhora o IDH do seu estado. Aí, você estará evitando muitas mortes”, disse, desmentindo o comunista do PC do B.

O jornalista continuou a narração e contou que o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), agiu da mesma forma com Pazuello.

"O João Dória também foi muito duro com o ministro Eduardo Pazuello. Ministro Pazuello é uma autoridade, sim, colocada pelo presidente da República, eleito popularmente. A não ser que o João Dória declare a independência de São Paulo como país ou na saúde, ele não pode ser superior ao Ministério da Saúde”, ironizou.

Tanta pressa para vacinar o povo com o imunizante não-autorizado chinês tem lá seus motivos.

“Disse aqui, há tempos atrás, o presidente Jair Bolsonaro sobre esse mercado, que é um mercado bilionário. Não é milionário, não. É bilionário. Não há dúvida.”
“As redes particulares vão oferecer uma vacina, sim, na ‘casa’ dos 2, 3 mil reais. E muita gente, muita gente mesmo vai aparecer com dinheiro para pagar porque eu conheço pessoas que estão presas, em casa, desde o início da pandemia. Ainda não saíram”.

Para José Maria, apesar de ter sido aprovada uma lei, pelos ex-ministros Sérgio Moro e Henrique Mandetta, ela tem cunho emergencial e, portanto, não pode se sobrepor à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que é uma autarquia especial e autônoma, cujo trabalho é garantido em lei federal.

“No Brasil, nunca foi obrigado a fazer exame. Obriga (a lei emergencial) a se vacinar, inclusive, a polícia pode insistir e vacinar alguém e outras obrigações, como: isolar a pessoa. Essa lei foi aprovada no início da pandemia, no auge do terror, sem debate no Congresso Nacional. Aprovada em 24 horas, na Câmara e Senado”.
“A Anvisa é uma grande agência, uma das maiores do mundo. Está, seguramente, entre as quatro melhores agências equipadas do mundo. É muito bem equipada. Não é Governo Federal. É uma autarquia especial, que tem autonomia. Os cinco conselheiros da Anvisa é que decidem sobre registros de medicamentos, remédios, alimentação, cosméticos, alimentação suplementar.. Enfim, tudo que envolva a saúde para armazenar, importar, vender, transportar, é preciso a autorização da Anvisa”, esclarece aos incautos.

E finaliza dizendo que:

“O governo brasileiro sempre foi destaque no plano mundial pelo processo de vacinação. Esse plano nacional de imunização funciona e funciona muito bem. A política é que está jogando uma nuvem nessa possibilidade de vacinação responsável”, conclui.

Confira:

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar