Deputado esculacha prefeito de BH: “O bandido vale mais do que o cidadão de bem?" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O jovem deputado estadual Bruno Engler (PRTB-MG), com apenas 23 anos de idade, ficou em segundo lugar na disputa pela prefeitura de Belo Horizonte nas últimas eleições, conquistando quase 10% dos votos.

Em entrevista à equipe da TV Jornal da Cidade Online em Brasília, ele falou sobre a corrida eleitoral e inclusive fez revelações sobre um fato que poderia ter mudado o rumo das eleições:

“Um sentimento de gratidão muito grande a todos aqueles que confiaram em mim. Infelizmente, a gente enfrentou muitas dificuldades, eu não tive um segundo de televisão, não utilizei um centavo de dinheiro público, foi uma campanha muito simples. Tive meu próprio partido jogando contra. O Levy Fidélix [presidente do PRTB] não cumpriu o acordo que ele fez comigo, foi desleal, eu tive uma questão de vice judicializada, que gerou um problema muito grande para minha campanha. Mesmo com tantas dificuldades, tivemos mais de 123 mil votos”, ressaltou o parlamentar, que é coordenador do movimento Direita Minas.

Kalil ditador?

Engler também criticou duramente o atual prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, chamando-o de ditador pelas atitudes que tem tomado. Kalil fechou o comércio da cidade, mas deixou o shopping chinês aberto porque, segundo ele, lá trabalham muitas pessoas que estão de tornozeleira eletrônica. O prefeito também decretou uma verdadeira lei seca em BH, proibindo que bares e restaurantes vendessem bebida alcoólica - uma liminar da justiça autorizou a venda.

“O bandido vale mais do que o cidadão de bem? O cidadão de bem não pode trabalhar, mas quem usa tornozeleira eletrônica, presidiário em regime aberto ou semiaberto, pode? E agora vem com esse negócio de lei seca, para prejudicar ainda mais o setor de bares e restaurantes, fundamental para a economia de Belo Horizonte. Outro dia ele disse que não ia ter mais multa, que ele ia mandar prender! Isso não existe. Infelizmente o prefeito não tem o mínimo de respeito pelos belo-horizontinos”, detonou.

Confira:

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar