Ex-diretor da Multishow, do Grupo Globo, e namorado, são presos com cartões clonados

Ler na área do assinante

Aaron Salles Torres, 37, foi preso em flagrante, semana passada, no Rio de Janeiro por aplicar golpe em um hotel de luxo da capital carioca. Além dele, o namorado, Jhony de Souza Oliveira, 35, também foi enquadrado pelo crime de uso de cartão clonado.

A dupla já vinha sendo investigada pela Polícia Civil do Rio desde o início deste ano, quando eles comemoraram o Réveillon em um hotel luxuoso de Copacabana e só saíram em 12 de janeiro.

Em seguida, eles passaram as férias, nos primeiros meses de 2020, em uma suíte cuja diária era de R$ 1,5 mil e tinha direito à banheira de hidromassagem. Mas, na hora de pagar a dívida estrondosa, Aaron e Jhony entregaram cartões clonados.

Meses depois, o hotel foi comunicado da fraude e alertou as autoridades.

Na semana passada, no momento em que faziam o check in, o casal foi preso. A dupla pagava R$ 6 mil em hotel de Santa Tereza. Eles vão responder pelos crimes de estelionato e organização criminosa.

Em depoimento, ambos negaram os crimes. Aaron, que é ex-diretor do programa humorístico da Globo no canal pago Multishow, “Vai que cola”, e o parceiro são acusados de “montar” cartões digitais com dados de terceiros e pagar as tarifas hoteleiras pela internet.

Há outros envolvidos que continuarão sendo investigados.

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: Notícias da TV

da Redação
Ler comentários e comentar