Por esquema de venda de sentenças judiciais, PF prende duas desembargadoras da Bahia

Ler na área do assinante

Duas desembargadoras do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) são alvo de mandados de prisão temporária em uma operação da Polícia Federal na manhã desta segunda-feira (14) contra um esquema criminoso de venda de decisões judiciais.

Elas são acusadas de envolvimento no esquema de venda de sentenças judiciais investigado na Operação Faroeste.

Os mandados de prisão temporária foram requeridos pela PGR e expedidos pelo ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Também são cumpridos mandados de busca e apreensão em Salvador, em outras três cidades baianas - Barreiras, Catu, Uibaí - e em Brasília (DF). A investigação aponta um esquema de venda de decisões judiciais por juízes e desembargadores da Bahia, com a participação de membros de outros poderes, que operavam a blindagem institucional da fraude.

Os nomes das magistradas presas ainda não foram divulgados, pois o procedimento realizado está sob segredo de Justiça.

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar