Argentina fecha acordos com a China, mas 'contrapartida' não é revelada

Ler na área do assinante

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou, na semana passada, um pacote de acordos entre a Argentina e a China.

Os contratos preveem um investimento de US$ 4,69 bilhões, por parte do Partido Comunista, em revitalizações de ferrovias no interior da Argentina.

As obras, que serão realizadas pelas estatais China Railway Construction e China Machinery Engineering Corporation, devem gerar 28 mil empregos, segundo o governo peronista.

É verdade que a Argentina está precisando de projetos que revitalizem não só as ferrovias, mas principalmente o mercado de trabalho do país, que vem passando por uma crise onde a taxa de desemprego chega a 28%. Mas não foi divulgado a contrapartida desses acordos...

Um dos contratos prevê “repaginar” a ferrovia Belgrano Cargas, com investimentos de US$ 816,7 milhões. Outro acordo quer desenvolver o chamado trem Norpatagônico. Serão investidos US$ 784 milhões para a recuperação dos trilhos já existentes.

Os comunistas também se comprometeram a investir na linha San Martín, da Trenes Argentinos Cargas. No total, a expectativa é que sejam gastos US$ 2,6 bilhões para equipar a ferrovia.

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar