Doria e Kalil, os "ditadores" de SP e BH, se unem pela vacina chinesa (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

João Doria, governador de São Paulo, é um dos principais defensores da obrigatoriedade da vacinação contra a Covid-19, não descansa em sua campanha para conseguir seguidores.

Em sua conta no Twitter, ele continua com a propaganda incansável a favor da Coronavac (vacina desenvolvida na China e que será produzida pelo Instituto Butantan) e postou mais um vídeo, agora com o prefeito de Belo Horizonte (MG), Alexandre Kalil.

Juntos, falam em adquirir vacinas para imunizar os profissionais de saúde, tanto da rede pública quanto da privada.

O que chama a atenção no texto ‘mais do que ensaiado’ de ambos, é a fala de Kalil:

“Espero que todo o Brasil tenha o direito de imunizar seus profissionais de saúde”, disse ele.

O estranho é que falam em direito quando tentam, na verdade, impor como obrigatória essa imunização, independente da vontade de cada um.

Também vale lembrar que nenhuma vacina foi ainda aprovada pela Anvisa, portanto não existe, ainda, uma vacina liberada para uso.

Segundo declaração no vídeo, já foi feito acordo entre Kalil e o Instituto Butantan para a compra do medicamento.

Fica a dúvida: como comprar, com dinheiro público, um imunizante que ainda não foi liberado pela agência responsável e que pode, portanto, não ser possível utilizar, caso a liberação não ocorra?

Confira:

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar