Covardemente, Empresa despreza o consumidor, apoia a "censura" e perde clientes para concorrente

Ler na área do assinante

Awake Giants Brasil, um grupo de consumidores em defesa do conservadorismo e contra a disseminação do discurso de ódio, lacrações, cancelamentos e fake news, denunciou, na sexta-feira (18), que teve a primeira decepção com uma empresa incluída na “Black List”.

A Awake foi alertada por um cidadão, que relatou a censura a jornalistas e veículos de comunicação independentes.

A marca em questão é a plataforma de streaming musical online, Deezer. O consumidor, que preferiu não ser identificado, entrou em contato com o atendimento da empresa para questionar a atitude nociva da empresa e recebeu uma resposta "desaforada".

"O ‘perfil apócrifo’ não promove censura, muito pelo contrário. É um serviço para marcas que se preocupam com sua imagem. Mas, normalmente, bolsonarista que acredita em terra plana e que o Covid-19 foi uma invenção da China para matar pessoas no mundo ficam chateados de terem seus ídolos marcados como mentirosos”, debochou a atendente, utilizando expressões grotescas, comuns entre esquerdistas.

Atônito pela resposta grosseira da funcionária que deveria estar “do outro lado do computador” cumprindo o seu papel de bem atender o cliente, o homem reagiu, rapidamente, e cancelou o serviço.

“Cancela a minha assinatura e pode se preparar para a campanha contra o Deezer”, disparou.

Em seguida, em tom de ironia, a atendente ignorou o cancelamento e respondeu:

“Obrigada pelo retorno. Verifiquei sua conta e vi que você já fez o cancelamento de sua conta. Se precisar de mais alguma coisa, entre em contato”.

Na sequência, o cliente reafirma:

“Solicite ao jurídico para entrar em contato comigo ou com meu advogado”.

A campanha “Consumo Saudável”, da Awake Giants Brasil, já demonstrou grande eficácia na identificação concreta de empresas que apoiam, descaradamente, a censura contra jornalistas e veículos de comunicação independentes; proliferando o chamado “ódio do bem” com a justificativa de que combatem “sites de supremacistas brancos e conspiradores, especializados em publicar notícias falsas e lorotas”.

Por isso, fica o alerta para a sociedade rever conceitos de consumo e procurar marcas e empresas que não apoiem a censura e respeitem o cliente e/ou usuário do serviço, que é o primeiro passo para uma conscientização saudável.

“Apesar do assédio tremendo, o @SpotifyBR resistiu bem e não se sujeitou aos criminosos. Estamos finalizando a “Gold List” (Lista de Ouro) e o @SpotifyBR, felizmente, não apoiou a censura”, disse a equipe do Awake Giants BR sobre a justa atitude do concorrente do censurador.

No Twitter, vários usuários insatisfeitos garantiram que migrariam para a plataforma de streaming musical online.

“Estou cancelando minha assinatura! Vou fazer campanha para amigos cancelarem também. Olha que são muitos!”, avisou um internauta.

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar