Flordelis, se complica ainda mais, e confirma que já sabia de plano para matar o marido

Ler na área do assinante

A deputada federal pelo PSD do Rio, Flordelis dos Santos de Souza, compareceu a interrogatório no Fórum de Niterói, nesta sexta-feira (18), e afirmou que sabia da existência de um plano para matar o marido e pastor, Anderson do Carmo.

Mas, segundo a deputada, que é acusada de ser a mandante do crime, Anderson foi avisado por ela de que havia um complô dos filhos adotivos para o homicídio.

Lucas dos Santos, um dos filhos adotados, nega e confirma que a irmã afetiva, Marzy, só encaminhou mensagem pra ele, do celular da mãe, pedindo que ele assassinasse o pastor porque foi um pedido da própria Flordelis.

A parlamentar, em sua defesa, argumenta que todos na casa tinham acesso ao telefone móvel dela.

O pastor, Anderson do Carmo, foi morto no dia 16 de junho de 2019, com mais de 30 tiros, ao entrar na garagem de casa, em Pendotiba – Niterói. .

Além da deputada, a justiça espera ouvir mais sete filhos, uma neta e duas pessoas de fora da família. Ao todo, 11 pessoas são acusadas de participarem do crime. A situação de Flordelis é extremamente complicada.

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar