A nova “ciência” do novo normal não admite questionamentos: O herege do novo milênio é quem questiona a "ciência" (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Não importa que a vacina esteja sendo feita às pressas, nem que não tenha sido testada o suficiente, nem que os fabricantes tenham pedido isenção prévia de responsabilidade sobre eventuais problemas: se você questiona, você é negacionista. Você 'é a prova de que a educação falhou'.

A nova ciência, essa 'religião universal' e obrigatória do Século XXI, é como seus arautos que estocam papel higiênico e creem na infalibilidade do entregador do ifood: não aceita questionamentos. A vida do porteiro, do motoboy e do caixa do mercado a gente vê depois.

Os sacerdotes da nova 'ciência', imbuídos da autoridade conferidos pelo diploma universitário, já professaram o novo dogma no altar da mídia: "primeiro a vacina, o efeito colateral a gente vê depois".

Com sorte, você não vai precisar de campo de reeducação. O paraíso na terra do novo milênio tem controle social da mídia para que sua opinião obscurantista não faça mal a ninguém e aprimoramento na educação obrigatória para que aberrações como você não existam mais no futuro.

O herege do novo milênio é o que não acredita na “ciência”. E poucas coisas indicam tão bem a gravidade da situação em que estamos quanto a necessidade de avisar que há ironia neste texto e no vídeo.

Confira:

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Foto de Herbert Passos Neto

Herbert Passos Neto

Opinião Política.

Ler comentários e comentar