Com apenas uma palavra, Bolsonaro acaba com ataque do Estadão

Ler na área do assinante

A perseguição da “mídia do ódio” contra o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, chega a ser “criminosa”.

A todo o custo querem derrubá-lo, tirar sua credibilidade e, assim, disparam ataques que beiram a insanidade.

Em matéria publicada pelo Estadão neste sábado, o colunista Carlos Melo afirma que “o saldo dos dois anos do governo Bolsonaro é trágico”.

“Da economia à política, da cultura aos exemplos que os líderes precisam expressar”, diz a chamada para a matéria intitulada: ‘Saldo ainda mais negativo’.

Confira:

No artigo, o colunista afirma que o “saldo negativo é tido por uma parcela (delirante) da sociedade brasileira como positivo, e assim o saúda e o defende, sendo irredutível no apoio ao desastre”.

“Por índole pessoal e cultural, trazem o gosto de sangue na boca e acreditam nas soluções fáceis e brutas, defendendo o uso irracional da força a partir de um mítico messias gestado no ventre da barbárie social e política”, diz um trecho do texto.

Porém, o Estadão não contava que com apenas uma palavra o presidente iria acabar com toda a “conversa esfarrapada”.

“Abstinência”, comentou o presidente, em suas redes sociais.

Perfeito! A mamata acabou...

Confira:

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar