Mesmo com a economia em "ruínas", Câmara de SP aumenta salário de Covas em 46%

Ler na área do assinante

Nesta segunda-feira (21), a Câmara de Vereadores da cidade de São Paulo aprovou, em 1ª votação, aumento de 46% nos salários de prefeito, vice-prefeito e secretários. O reajuste, que ainda precisará ser aprovado em 2ª votação, valerá a partir de janeiro de 2022.

O salário do prefeito de SP, Bruno Covas, que atualmente é de R$ 24,1 mil, passará para R$ 35,4 mil. O de vice-prefeito será de R$ 31 mil, e o dos secretários, R$ 30 mil.

A sessão de votação foi presidida pelo vereador Milton Leite, atual presidente da Câmara. A data para a 2ª votação ainda não foi divulgada.

O aumento do salário do prefeito vai permitir que algumas categorias do funcionalismo público recebam salários acima dos R$ 24,1 mil. Essas categorias vinham fazendo pressão junto a vereadores para a concessão do aumento. O salário do prefeito travava os demais reajustes.

Em ano de pandemia, a decisão é, no mínimo, incompreensível.

O povo paulistano sofreu durante quase o ano todo devido o fechamento do comércio imposto por Covas, além de outras restrições de trabalho com a desculpa do "fique em casa". Muitos perderam seus empregos, fecharam seus negócios e passaram necessidades básicas.

Mas pelo jeito, o salário do tucano e seus "comparsas" é o que mais importa no momento.

Triste realidade vivida pelo povo de SP.

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: Uol

da Redação
Ler comentários e comentar