Os perigos da anunciação das estrelas do oriente

Ler na área do assinante

É claro que a afirmação do título não se refere à Estrela de Belém que iluminou o céu de Natal e anunciou a chegada do Menino Jesus guiando os 3 Reis Magos à manjedoura.

Me refiro à China. E aos perigos das suas movimentações tal qual um gigantesco polvo a querer abraçar, dominar e engolir tudo com seus tentáculos espalhados pelo mundo.

Não é preciso ser doutor em geopolítica para saber o que está acontecendo pelo mundo afora. Basta lermos um pouco sobre o domínio que os “camaradas” já fizeram e seguem fazendo na África. Agora, vêm gulosos e insaciáveis ao Brasil.

Quando as páginas das mídias sociais do Presidente da República, anunciam que o Senado da República analisa projeto de lei permitindo que países estrangeiros adquiram até 25% de terras em municípios brasileiros, a estratégia já está armada e sendo consumada. O sinal está dado. E é encarnado de vermelho, como as cores do Natal.

A agravar os avisos e mensagens da vinda destes que são os salvadores só da própria pátria, se soma a informação, também compartilhada pelo Chefe de Estado Brasileiro dando contas que os “chineses fazem proposta de polo pesqueiro para tomar conta de toda a pesca no litoral brasileiro”.

Literalmente, temos que abrir os olhos.

Eles, os chineses, compraram os maiores portos do mundo.

Em férias, aqui em Canto Grande, Bombinhas/SC, no entorno do santuário da reserva ecológica da Ilha do Arvoredo, sou informado por queridos amigos de longa data, pescadores artesanais, que os orientais andam por aqui, firmes, tentando açambarcar para si, com propostas tentadoras, a integralidade da produção de mariscos e ostras (uma das maiores e de melhor qualidade do Brasil).

Ora, se chegaram aqui, vão chegar em todo os lugares.

Se não bastasse a pulga atrás da orelha da origem dessa pandemia ser uma arma biológica de dominação (o que até aqui é só uma hipótese possível e provável), agora temos movimentos concretos e assustadores que vão desde venda de vacinas à implantação de tecnologia 5G.

E no campo interno, os chineses têm aliados fortíssimos agindo como seus representantes comerciais.

E são agentes de peso facilmente identificáveis, tomados pela esperteza e cobiça.

Um deles comanda o maior Estado do Brasil e se chama João Doria. Outros tantos estão sentados em seus majestosos tronos ilusórios com suas togas no que imaginam ser o reino do Supremo Tribunal Federal, e agem com ativismo judiciário escancarado e escandaloso, tentando balançar dia após dia os fundamentos e as estruturas da República.

Como disse a sabedoria de Winston Churchill:

“Uma nação sem consciência é uma nação sem alma. Uma nação sem alma é uma nação que não pode viver”.

Ainda que de forma incipiente, há indícios de riscos à nossa soberania com invasão subliminar do nosso território.

Um dos poderes do nosso Estado é leniente e age para corroer a República.

Só nos resta a nação. É desta que deve vir a reação, firme, forte e contundente, para que não percamos a alma.

Agora é hora da formação de uma força sem precedentes na nossa história para defesa do Brasil, que se mostre legitimamente possuidora do direito de reagir interna e externamente, contra quem quer nos dominar.

Estamos diante de uma questão de sobrevivência!

Os avisos de risco iminente estão na cor amarela das 5 estrelas estampadas no vermelho vivo da bandeira da China.

São sinais de perigo!

ATENÇÃO! Agora você tem a opção de assinatura do JCO com boleto!

Um movimento anônimo, criminoso e fascista está tentando destruir o Jornal da Cidade Online.

Eles não admitem o debate. Querem castrar a liberdade de expressão e impor o pensamento único.

Para tanto, tentam zerar nossas receitas, praticando o terrorismo junto a nossos anunciantes.

Por apenas R$ 9,99 mensais, você ainda terá acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade.

É simples. É fácil. É rápido... Só depende de você! Faça agora a sua assinatura:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Foto de Luiz Carlos Nemetz

Luiz Carlos Nemetz

Editorialista do Jornal da Cidade Online. Advogado membro do Conselho Gestor da Nemetz, Kuhnen, Dalmarco & Pamplona Novaes, professor, autor de obras na área do direito e literárias e conferencista. @LCNemetz

Ler comentários e comentar